Você sabia?

A língua de uma baleia azul adulta tem aproximadamente a mesma massa de um elefante inteiro.

Cada corpo humano consiste em cerca de 10 quatrilhões de células, mas hospeda cerca de 100 quatrilhões de células bacterianas.

Louis Pasteur ficou tão preocupado com os micróbios que passou a examinar com uma lente de aumento todos os pratos que lhe eram servidos.

Einstein só aprendeu a falar aos 3 anos de idade.

A doença conhecida mais antiga do mundo é a lepra, cujos primeiros registros datam de 1350 a.C.

A cidade mais antiga do Brasil é São Vicente, no litoral paulista.

As impressões digitais formam-se de 6 a 8 semanas antes de o bebê nascer e nunca são iguais.

Misofobia é o medo de sujeira, contaminação.

O cérebro de um adulto pesa, em média, 1,4 quilos, correspondente a 2% do peso do corpo. Mas exige 25% de todo oxigênio que usamos.

Em Cleópatra, 1963, Elizabeth Taylor usou 65 roupas diferentes.

Hoje, ontem, anteontem e trasanteontem.

O discurso de Greer Garson, a Melhor Atriz de 1942, foi o mais longo da história, passou de 1 hora.

Madame Marie Curie foi a primeira pessoa a ganhar dois prêmios Nobel. O primeiro foi ganho em física,1903 e o segundo em química,1911.

Anthony Hopkins, que recebeu o Oscar, não piscou nem uma vez nas suas cenas como Hannibal Lecter, o Cannibal no filme O Silêncio dos Inocentes,1991.

Coca-Cola seria verde se coloração não fosse adicionada ao refrigerante.

Uma pessoa perde em média 40 a 100 fios de cabelo por dia.

85% do cérebro humano é composto de água.

Os porcos não são fisicamente capazes de olhar para o céu.

Um estudo, que abrangeu cerca 200 mil avestruzes durante mais de 80 anos, não registou um único caso em que uma avestruz fosse vista a enfiar a cabeça na areia.

Museu em Nova York reúne bizarrices

28 de ago de 2007 0 comentários
Antes de passar pela primeira galeria do Times Square Ripley's Believe It or Not Odditorium, recentemente inaugurado na rua 42, você já terá a oportunidade de ver uma vaca de seis patas, um acrobata sem pernas, um carro feito de madeira, a mulher mais feia do mundo e uma girafa albina. Olhe para cima: por sobre o pavilhão de exposição principal, um imenso homem de 640 kg pende na posição em que seu corpo supostamente assumiu ao ser removido de casa por uma empilhadeira, depois que ele morreu, em 1991.

E caso você sinta a tentação de dizer "agora já vi de tudo", pode acreditar que não, ainda não viu, porque à frente estão atrações como uma escultura em chiclete representando o jogador de beisebol Babe Ruth; cabeças encolhidas de um velho, um menino e um bebê executados por uma cruel tribo equatoriana; uma galinha quadrúpede criada por um fazendeiro romeno para aumentar a produção de coxas; e o pênis fossilizado de um leão-marinho usado como arma em combates tribais.

Depois de percorrer os 1,5 mil metros quadrados do estabelecimento - seria solene demais defini-lo como museu-, você ainda assim não poderá afirmar que agora já viu de tudo, porque, como diz um personagem de "Team America", você não terá visto um homem comer a própria cabeça. Mas muitas das coisas expostas causarão espanto, e talvez exclamações em voz alta ocasionais. O sentimento de incredulidade é especialmente forte quando você está vendo alguma coisa real em lugar de uma réplica - uma cabeça miniaturizada, por exemplo, em lugar da mulher mais feia do mundo, ou um instrumento medieval de tortura em lugar da foto de um mutante.

Leia Mais


Estados Unidos, - A entrada do Times
Square Ripley, que reúne
todo tipo de bizarrices em Nova York


0 comentários:

Postar um comentário

 

©Copyright 2011 Só Curiosidades | TNB